Deputados estaduais destinam R$ 12,6 milhões em emendas para os desabrigados das enchentes

Os deputados estaduais destinaram R$ 12,6 milhões para socorro aos desabrigados pelas enchentes que afetam, especialmente, as regiões Sul, Sudeste e Extremo-Sul da Bahia. Os recursos, oriundos de emendas impositivas, estão disponibilizados no orçamento estadual e poderão ser empregados pelo Governo do Estado para atender necessidades emergenciais dos flagelados da verdadeira tragédia que o excesso inédito das chuvas causou, ceifando vidas, desabrigando milhares de família – que perderam tudo.

A confirmação da destinação desses recursos orçamentários, que seriam empregados em obras ou serviços nas comunidades em que os parlamentares representam, foi feita pelo deputado Adolfo Menezes, presidente da Assembleia Legislativa, que lembrou medida na mesma direção adotada pelo conjunto dos 63 deputados estaduais no ano passado, quando todo o recurso destinado às emendas parlamentares foram direcionados para ações relacionadas para o combate à Covid-19: “Destinaremos R$ 12,6 milhões dos recursos das nossas emendas para os 16 mil desabrigados pelas cheias, em cerca de 72 municípios da Bahia”.

MOMENTO DIFÍCIL

Para ele, esse gesto de solidariedade, em um momento difícil para milhares de famílias, demonstra a sensibilidade dos nossos deputados estaduais e também a compreensão de todos para a gravidade do momento que também tem implicações econômicas, pois a reconstrução de estradas, pontes, aguadas, barragens e residências terá de ser feita – apesar da redução da atividade econômica, especialmente no campo. Ele destacou também que algumas lavouras já se ressentem do excesso de chuva e baixa insolação. O presidente do Legislativo lembrou ainda que em março de 2020 os parlamentares fizeram gesto semelhantes no início da pandemia, estando sempre sintonizado com as necessidades dos baianos.

Além disso, continuou o deputado Adolfo Menezes, a Assembleia estará alerta, pronta para votar com rapidez, dispensando requisitos regimentais, projetos de lei que o governador Rui Costa encaminhará para destinar recursos às famílias atingidas pelas chuvas, bem como para a enorme tarefa de reconstrução que começará tão logo cessem as chuvas e os rios voltem aos seus leitos tradicionais. Uma matéria nesse sentido já foi apreciada pelo plenário menos de 24 horas após ser encaminhada pelo chefe do Executivo. Para ele, o momento é de total união de todos, pois “é gravíssima a situação de milhares de famílias, principalmente as mais pobres, afetadas por esta terrível catástrofe, há muito tempo não vista na história da Bahia e além das perdas materiais, existe ainda o risco de doenças e da fome”, alertou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *