Edital da Fapesb classifica 100 projetos inovadores de mulheres inventivas

Ideias com foco em tecnologia social representam 37% das propostas classificadas

O Edital Inventiva, lançado em maio pela Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), selecionou ideias inovadoras de mulheres empreendedoras e cientistas. O Inventiva, que tem o investimento de mais de R$ 1,6 milhão, é uma ação em comemoração aos 10 anos de políticas públicas para as mulheres no estado. Além de fomentar o empreendedorismo feminino, o intuito é incentivar a criação de negócios inovadores geridos por mulheres baianas nas áreas de tecnologia e ciência. Dos 203 projetos inscritos na primeira etapa do Edital, 100 propostas foram classificadas.

As ideias que foram aprovadas para a segunda fase são 40% do interior e 60% da Região Metropolitana. Das propostas escolhidas, as áreas de maior destaque foram Tecnologia Social com 37%, Biotecnologia e Genética com 19% e Química e Novos Materiais com 8%. As mulheres selecionadas irão realizar atividade de capacitação, levantamento de informações, relatórios, participação em workshop de acompanhamento e divulgação de ações relacionadas ao Edital.

Ao final de todas as fases do Inventiva, serão contratados 20 projetos. Para a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Adélia Pinheiro, as classificadas nesta etapa já têm a oportunidade de estruturar e construir os empreendimentos. “As fases são muito importantes para o amadurecimento das ideias. Embora nem todas as propostas sejam contratadas, esses processos de acompanhamento e amadurecimento contribuem para qualificar os projetos. Esta é mais uma ação do Governo do Estado, através da Fapesb, que ajuda a transformar ideias em negócios, sempre com foco em beneficiar a população baiana”, afirma.

Julieta Palmeira, secretária de Políticas para as Mulheres (SPM), que é parceira na execução do Edital, destaca que o Inventiva promove a qualificação das proponentes. “Além de selecionar projetos inovadores elaborados por mulheres, contribuindo para um aumento da participação feminina na área de ciência, tecnologia e inovação, o Edital Inventiva proporciona também mentoria, orientação, uma etapa fundamental que potencializa o desenvolvimento de habilidades indispensáveis às mulheres empreendedoras. E nós precisamos cada vez mais abrir espaço para a atuação das mulheres”.

Ao cumprir o objetivo de estimular que ideias saiam do papel e sejam colocadas em prática, o edital oferece novas possibilidades para mulheres inventivas da Bahia. O diretor Geral da Fapesb, Márcio Costa, afirma que esse apoio financeiro e de capacitação é fundamental para abrir portas e ampliar a representatividade feminina na área da ciência. “É uma questão de empoderamento e justiça. Há poucas mulheres atuando na área de tecnologia e ciência. É importante que possamos aumentar esse número para o aumento da igualdade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *