Carlos Bolsonaro diz que Brasil não mudará por “vias democráticas”

B

Presidente nacional do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil se posicionou contra a declaração: “Não há como aceitar uma família de ditadores”

Carlos Bolsonaro, vereador pelo PSC-RJ e filho do presidente da República (Caio César/CMRJ/Agência Brasil)

O vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) disse, nesta segunda-feira, (9), que por vias democráticas não as mudanças desejadas no país. A postagem foi feita no Twitter do filho do presidente Jair Bolsonaro e foi duramente criticada por internautas e ativistas.

“Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!”

Carlos Bolsonaro@CarlosBolsonaro · 11h

O governo Bolsonaro vem desfazendo absurdos que nos meteram no limbo e tenta nos recolocar nos eixos. O enredo contado por grupelhos e os motivos cada vez mais claro$ lamentavelmente são rapidamente absorvidos por inocentes. Os avanços ignorados e os malfeitores esquecidos.

Carlos Bolsonaro@CarlosBolsonaro

Por vias democráticas a transformação que o Brasil quer não acontecerá na velocidade que almejamos… e se isso acontecer. Só vejo todo dia a roda girando em torno do próprio eixo e os que sempre nos dominaram continuam nos dominando de jeitos diferentes!

Essa não é a primeira vez que a família Bolsonaro tece declarações do tipo. No ano passado, durante as eleições, Carlos se envolveu em diversas polêmicas, já que cuidava das estratégias das redes sociais do pai.

No Twitter, entidades e políticos se posicionaram contra a declaração do vereador. “Figuras autoritárias insistem em transformações que não sejam pelas vias democráticas”, escreveu o PSDB em rede social.

PSDB@PSDBoficial

#PSDB

Ver imagem no Twitter

Sâmia Bonfim, do PSOL, chamou a declaração de Carlos de discurso “golpista e autoritário”.

Sâmia Bomfim@samiabomfim

Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, declarou publicamente sua descrença nas vias democráticas para a “transformação que o Brasil quer”. É um discurso golpista e autoritário. É um inequívoco ataque à democracia. É um grito por ditadura? Urge unidade dos democrática!

Em entrevista à Folha de S.Paulo, Felipe Cruz, presidente nacional da OAB disse que “Não há como aceitar uma família de ditadores”.

Fonte: Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *