Bahia: fazendeiro é preso suspeito de furtar energia que abasteceria 3,5 mil casas

Um fazendeiro de 50 anos foi preso em Nova Viçosa, no Sul da Bahia, suspeito de furtar uma quantidade de energia elétrica que conseguiria abastecer 3,5 mil casas em um mês, segundo estimativa da Coelba. O esquema durou três anos. 

A rede clandestina estava em uma fazenda de coco e de secagem de café no Corrego do Marobá, em Nova Viçosa, município que tem 42.950 mil habitantes. A unidade estava irregularmente ligada com três transformadores e 1,3 km de extensão de rede elétrica conectados ilicitamente à rede da concessionária.

Não havia equipamentos de medição, o que aumentava o risco de acidentes. O dono da fazenda foi preso em flagrante na operação e levado para Delegacia Territorial de Nova Viçosa. 

O furto de energia é crime, conforme artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena de até 8 anos de reclusão. A Coelba diz em nota que, além de “representar riscos de acidentes graves à população, a energia furtada é paga por outros consumidores, através do repasse na tarifa de energia”.

Quem quiser pode denunciar esquemas similares, anonimamente, pelo site www.coelba.com.br ou pelo telefone 116.

Fonte: Correio Foto: Coelba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *